FAQ Lubrificantes

Perguntas frequentes sobre o mercado Lubrificantes

O que são Lubrificantes?

É uma mistura de óleos básicos e aditivos (produtos químicos que reforçam algumas das qualidades dos óleos base, cedendo novas ou eliminando propriedades indesejáveis), que se interpõe entre duas superfícies em movimento, formando uma película que minimiza o contato entre as partes, evitando desgaste e geração de calor.

Para que servem os Lubrificantes?

•Lubrificar.
•Refrigerar.
•Limpar e manter limpos os componentes.
•Proteger contra corrosão.
•Vedar a câmara de combustão.

Como devo escolher o lubrificante para a minha viatura?

A ENACOL disponibiliza-lhe uma gama variada de Lubrificantes Galp, cuja elevada performance é reconhecida internacionalmente e no mercado caboverdiano.

Encontra nas Estações de Serviço ENACOL, as Tabelas de Recomendações, que o responsável de lubrificação ou o seu mecânico utilizam para orientação na escolha, a par do Manual de Instruções da sua viatura, no capítulo que diz respeito à lubrificação.

Qual o nível correto do lubrificante no carro?

A vareta de nível tem dois traços indicando o nível máximo e o nível mínimo. O nível máximo é o nível normal, pois indica a quantidade ideal de lubrificante prevista pelo construtor do equipamento.

Quais são os benefícios obtidos através da utilização do lubrificante certo para o motor do meu carro?

Os benefícios são muitos. Todavia o mais importante é, sem dúvida, o aumento da longevidade do motor do seu carro.

Quando devo trocar o óleo do meu carro?

As recomendações do fabricante baseiam-se em condições ideais de condução como por exemplo: viagens longas em auto-estrada.

No nosso país temos viagens curtas (inferiores a 15 Kms), poeirentas e com alguma areia (condições severas). Por esta razão deve-se mudar o óleo com maior frequência, relativamente aos intervalos máximos recomendados nos Manuais do Veículo.

Quais são as diferenças entre óleos minerais sintéticos e semi-sintéticos?

a) Designa-se por mineral um óleo que é derivado directamente do petróleo por destilação.

b) Os óleos sintéticos, mais elaborados, são fabricados por processos químicos de síntese para a obtenção de uma maior estabilidade em termos de viscosidade ao longo de uma mais ampla gama de temperaturas.

c) Os óleos semi-sintéticos resultam da mistura de percentagens de óleos minerais e sintéticos.

É possível misturar óleos de marcas diferentes?

Os óleos de motor são miscíveis e compatíveis entre si, pelo que se podem misturar em qualquer proporção. O único cuidado que se deve ter é não baixar o nível de “performance”, isto é os atestos devem ser feitos com óleo do mesmo nível ou de nível superior.

Posso misturar óleo sintético ou semi-sintético ao mineral?

Depende, em casos de emergência, podem-se misturar as bases, ou seja, a mistura pode ser realizada entre um óleo sintético/semi-sintético com o óleo mineral, porém, esta prática é recomendada apenas em casos de força maior.

Os lubrificantes sintéticos ou semi-sintéticos possuem óleos básicos com características superiores aos óleos minerais.

A mistura entre eles, gera um desbalanceamento da formulação e em alguns casos, perda de viscosidade e aditivação, fatores que podem comprometer o desempenho do óleo e deficiência de lubrificação no motor.

Por que é que o óleo de motor fica escuro com o uso?

Para realizar a função de manter o motor limpo, o óleo deve manter em suspensão as impurezas que não ficam retidas no filtro de óleo, evitando que não se depositem no motor. Desta forma o óleo fica escuro com as partículas que não foram retidas pelo filtro e o motor fica limpo.

Quando devo trocar o óleo de motor?

Quando atingir o período de mudança recomendado pelo fabricante do veículo e que consta do “Manual do Proprietário”. Os atuais fabricantes dos motores recomendam períodos de mudança cada vez maiores, dependendo do tipo de lubrificante utilizado, do tipo de motor, da utilização e da manutenção do veiculo.

O filtro de óleo também deve ser substituído? Quando?

Sim. O óleo sob acção dos aditivos detergentes/dispersantes mantém em suspensão os agentes contaminantes. Ao passar pelo filtro, as impurezas maiores ficam retidas e as menores continuam em suspensão no óleo.

Consequentemente há um momento em que o filtro fica colmatado com impurezas, dificultando a passagem do óleo, o que pode causar falhas na lubrificação.

A situação agrava-se quando ocorre o bloqueio total do filtro do óleo, o que pode causar sérios danos ao motor. O período de troca do filtro de óleo também é recomendado pelo fabricante do veículo e consta no “Manual do Proprietário”.

Normalmente é feita a cada duas mudanças de óleo. Porem, já existem fabricantes que recomendam a troca do filtro a cada mudança do óleo.

Formulário de Contacto

Para esclarecimento de quaiquer dúvidas ou informações complementares, envie-nos uma mensagem, ou contate-nos agravés da Linha Cliente 800 60 60.

Newsletter

Subscreva as notícias e alertas da ENACOL
required
required
Subscrever
Thank you for subscribing with us.